Tratamento convencional

Quando falamos em tratamento, devemos ter em mente que para obter o melhor resultado é fundamental identificar a causa do problema, por isso cada casal deve ser investigado de maneira bastante individual.

No entanto, sabemos que em 10% dos casos de infertilidade conjugal, mesmo após exaustiva investigação, não se chega a um diagnóstico definitivo da causa do problema, o que chamamos de Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).

Suspeita-se de causas imunológicas e/ou psicológicas, porém a não comprovação científica destas suspeitas muitas vezes é frustrante para o paciente e para o próprio especialista.

Algumas causas de infertilidade conjugal podem ser resolvidas através de procedimentos cirúrgicos ou tratamentos com medicação.

Algumas destas causas são:

Infecções no colo do útero que podem levar ao fator cervical, passíveis de serem resolvidas com o uso de antibióticos;

Pólipos, miomas e aderências (sinequias) dentro da cavidade uterina, resolvidas com o auxílio da videohisteroscopia cirúrgica;

Aderências pélvicas leves e endometriose inicial, que tem seu tratamento obtido através de videolaparoscopia cirúrgica;

Varicocele (varizes nos testículos) que leva a alterações na produção dos espermatozóides diminuindo a fertilidade do homem, igualmente resolvida através de cirurgia corretiva.